Nomeações:
Actriz num Papel Principal – Gabourey Sidibe (Precious)
Actriz num Papel Secundário – Mo’Nique (Mary)
Realização – Lee Daniels
Edição
Melhor Filme
Argumento (Adaptação)

O filme acompanha a vida de uma jovem de 16 anos, Precious, e de como enfrenta os seus vários e graves problemas.

Precious está grávida do seu segundo filho (cujo pai é o seu próprio) e vive com a mãe que a maltrata física e psicológicamente. Encontra-se no 9º ano, numa turma onde é oprimida pelo excesso de peso e gravidez, e vive com o segredo de que não sabe ler nem escrever.

Tudo começa quando Precious é expulsa da escola, precisamente devido ao filho que carrega e aos problemas domésticos. Recorre a uma escola de ensino alternativo, Each One Teach One, onde encontra uma professora (Paula Patton) que a irá ajudar a ganhar auto-estima e gosto pela vida. Precious aprende a lutar por si e pelo que quer, e a desembaraçar-se daqueles que lhe querem mal.

A vida de Precious é-nos atirada fria e cruelmente, sem embelezamento algum. Até os pequenos sucessos que ela consegue são seguidos de um mau acontecimento. E aquilo que podia ser apenas um drama chocante torna-se muito mais devido à representação, que está excelente e que apenas vai ajudar ao duro realismo do filme.

Não é um filme que se veja de animo leve, pois a vida de Precious não é nenhum conto de fadas. Até os próprios sonhos dela, onde imagina ser uma cantora, ou mesmo uma caucasiana são cruéis pela impossiblidade de acontecerem. O que acontece é horrível e é verdade. No entanto, Precious acaba o filme com vontade de continuar, de olhar em frente com a cabeça erguida, mensagem que passa também para o público.

Realizado por Lee Daniels e produzido por Oprah Winfrey, conta ainda com a participação de Mariah Carey e Sherri Shepherd.

Nota: 90%

Trailer

Anúncios