Morreu J. D. Salinger, autor do controverso “Catcher in the Rye“, em português “À espera no centeio”, na sua casa em New Hampshire. Aos 91 anos, o autor padeceu de causas desconhecidas ao público. Salinger apenas publicou 4 livros, tendo-se exilado em 1965 para uma vida de mistério até aos dias de hoje, continuando a escrever, mas sem publicar.

De relembrar que Salinger foi o autor do livro que motivou o assassínio de John Lennon, por Mark Chapman (o acima mencionando “Catcher in the Rye”), livro esse, nunca  adaptado ao cinema, por intervenção do próprio autor, que não desejava ver a sua obra no grande ecrã, e recusou qualquer hipótese de uma sequela, alegando que a história de Caulfield estava toda ali, e que mais não precisava de ser dito.

É uma enorme perda no mundo literário, que vem mostrar que são cada vez menos os pesos-pesados da literatura mundial, e que cada vez mais se caminha para território inóspito e árido nas letras.

J. D. Salinger será relembrado pelo seu  forte sentido de humor, e pela sua garra, que o destacará para sempre dos seus demais.

J. D. Salinger (1 de Janeiro de 1919 – 27 de Janeiro de 2010)


Nota: De escritor para escritor, não te perdoo teres esvaziado ainda mais este círculo tão pequeno, Salinger.

H. Ferraz Gomes, Colaborador do Blog Info Teen, 28 de Janeiro do ano de Dois Mil e Dez.

Anúncios