O negócio ficou fechado em cerca de 4 mil milhões de dólares (cerca de 2,8 mil milhões de euros) e a Disney fica com os direitos para mais de 5 mil personagens. O Rato Mickey e Hannah Montana passam a coabitar com o Homem-Aranha e o Wolverine.

Aquele já conhecido como “negócio histórico” está a receber tanto criticas, como elogios. Mas tanto Robert Iger, Presidente e CEO da Walt Disney Company, como Ike Perlmutter da Marvel garentem que vai ser uma fantástica oportunidade para ambas as empresas abrirem os horizontes.

Dado que a Marvel tem contratos com estúdios rivais como a Sony para a franchise cinematográfica de Homem-Aranha, com a 2Oth Century Fox para a de X-Men e com a Paramount com a de Homem de Ferro, a Disney – que comprou a Pixar em 2007 -, terá que passar a fazer negócio com estes três estúdios rivais.

Segundo Robert Iger “esta junção da Marvel com a grande colecção de marcas da Disney irá criar oportunidades significativas para um crescimento a longo prazo e uma valorização das criações”. E para Thomas Staggs, director financeiro da Disney, tal como sucedeu com a Pixar, esta compra “vai sem dúvida criar valor com o tempo”.

Fontes:
Cinema Sapo
Google News

Anúncios